Apresentador de afiliada da Globo é vítima de bala perdida - Alagoinhas FM

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Apresentador de afiliada da Globo é vítima de bala perdida

ABTV: O jornalista Alexandre Farias, que apresenta o ABTV 2ª Edição

O âncora do jornal ABTV 2ª edição, da TV Asa Branca, afiliada da Globo, foi atingido por uma bala perdida no sábado, na cidade de Caruaru, em Pernambuco, pouco depois de apresentar o telejornal, informou o G1. Alexandre Faria foi alvejado na cabeça e passou por procedimentos cirúrgicos na madrugada deste domingo. Ele está em estado grave e é mantido em como induzido.
“O tipo de trauma craniano que ele sofreu é grave. O dano cerebral é bem difuso, ele chegou em uma escala de coma bem rebaixado. Ainda há viabilidade neurológica. Nesta fase, vamos deixar ele dormindo sedado para o cérebro descansar e diminuir o metabolismo cerebral, já que o cérebro foi agredido e está inchado. A expectativa é positiva. Não vamos perder a esperança”, disse ao G1 o neurocirurgião Ronaldo Neves. “É muito cedo falar em sequelas, é precoce. Só teremos uma avaliação detalhada nos próximos dias quando ele for despertado. No mínimo depois de 72, 96 horas. A possibilidade que ele viva é grande”, completou.
Em nota, o Grupo Nordeste de Comunicação, responsável pela TV Asa Branca, afirmou solidariedade ao jornalista e destacou que ele foi “mais uma vítima da escalada atroz da violência” no estado. “Agosto foi o mês mais violento dos últimos sete anos em Pernambuco. Só em Caruaru já são mais de duzentos assassinatos este ano. E o que vemos são os governos estadual e municipal em lados opostos, espremendo uma população indefesa, que teme ver os filhos serem assassinados no caminho do trabalho ou da escola. Discussões político-partidárias não deveriam estar acima das obrigações básicas de gestão pública”, diz o comunicado. “Ao nosso colega Alexandre, daremos apoio incondicional durante todo o seu atendimento médico. A sua família nos solidarizamos em oração, pedindo pelo seu breve retorno ao nosso convívio”.
O jornalista foi pego em uma troca de tiros quando assaltantes que estavam em um carro roubado foram perseguidos. Os criminosos teriam também atropelaram socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) que atendiam uma ocorrência no local, deixando uma das auxiliares de enfermagem ferida.
VEJA.COM

Nenhum comentário:

Postar um comentário