Índios Kariri Xocó visitam Alagoinhas - Alagoinhas FM

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Índios Kariri Xocó visitam Alagoinhas

b1e2ccac-6bad-424e-8223-cbbc4957cff8

Quatro índios da tribo indígena Kariri-Xocó visitaram a cidade de Alagoinhas na tarde de hoje (16). Eles foram recebidos pelos alunos do Colégio Star, onde fizeram palestras, falaram de suas culturas, seus costumes e sua relação com o homem da cidade.

b168ce4b-ebae-4642-9c2c-3956130a56f4

Os alunos do Colégio Star, principalmente os do maternal, receberam os índios com muita atenção e fizeram muitas perguntas sobre o estilo de vida deles na tribo onde vivem. Eles têm uma terra demarcada às margens do rio São Francisco, no município alagoano de Porto Real do Colégio, cuja sede fica em frente à cidade sergipana de Propriá.

Na sala de aula eles cantaram, contaram histórias de suas tribos, fizeram demonstrações de pinturas no corpo, e aproveitaram a oportunidade para vender alguns artigos produzidos por eles. Chocalhos, cocares, brincos, colares, maracas e missangas foram os mais procurados. O material utilizado na confecção é extraído da própria área onde moram. Palhas, coco, Coité (planta) e madeiras nativas são os materiais mais comuns. “Fazemos de tudo pra preservar a natureza, mesmo sabendo que muita gente já destruiu muitas área em nosso entorno”, afirmou Iouá.

Segundo o líder da tribo Iouá Kariri Xocó, há muitos anos havia o risco da extinção das duas tribos, que sofreram perda de terras, obrigando a fusão entre as duas etnias Kariri e Xocó, criando a etnia Kariri-Xocó. A etnia Xocó é de origem do estado de Sergipe, mas se juntou à tribo Kariri e foi viver às margens do rio São Francisco.

Modernos e antenados com o presente, os índios possuem um site na internet -leva o mesmo nome da etnia -, bastante visitado e cuja página principal relata as atividades desenvolvidas por eles Brasil Afora, as visitas às escolas, universidades e comunidades diversas.

“Quando o Brasil foi descoberto a nossa tribo já existia e habitava várias regiões do país, mas hoje somos pouco mais de 5 mil”, conta Iouá. Ele fala bem o português, mas a tribo utiliza uma língua própria pra se comunicar na tribo.

“Nos últimos 100 anos o homem da cidade foi se misturando à nossa comunidade e alguns se casaram com índias nativas da etnia Kariri-Xocó, e hoje já são mais de dois mil oriundos da cidade”, conta ele.

Vanderley Soares

Pauta Livre

Nenhum comentário:

Postar um comentário