'Bahia não encontrou ainda a peça ideal', diz Guto Ferreira sobre busca por atacante - Alagoinhas FM

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

'Bahia não encontrou ainda a peça ideal', diz Guto Ferreira sobre busca por atacante

'Bahia não encontrou ainda a peça ideal', diz Guto Ferreira sobre busca por atacante

Com nove contratações realizadas durante o período de pré-temporada, o Bahia segue no mercado para buscar reforços para a temporada de 2017. O vice-presidente do clube, Pedro Henriques, afirmou na última semana que a procura é por um goleiro e um atacante.
 
A busca por mais um jogador no setor ofensivo, no entanto, pode ser acelerada, já que o elenco está sem Edigar Junio, fora de combate em virtude de uma lesão no tendão do pé direito. De acordo com o técnico Guto Ferreira, o departamento de futebol ainda não encontrou "a peça ideal".
 
"Tudo passa também por resultados. À medida que o grupo se encaixa, produz em campo e mostra força de suprir essa necessidade, você vai adiando até conseguir a peça ideal. Mas uma coisa, em momento nenhum o clube deixou de fazer: procurar essa peça ideal e buscar uma solução para essa situação. Não é a contusão de Edigar que faz com que o clube procure. Essa peça já estava em pauta dentro dentro do planejamento. Pode até acelerar processos e fazer com que você, na necessidade, tome algum tipo de decisão mais rápido ou trabalhar de uma maneira mais branda, buscar ter a convicção. Porque se já tivesse convicção, com certeza, já teria feito. Não encontrou ainda o custo-benefício ideal, a peça ideal para o projeto. Já tivesse, já tinha arrematado. Vamos esperar para ver o que vai acontecer", afirmou. 
 
Para a disputa da Copa do Nordeste e do Campeonato Baiano, o elenco será dividido em dois times. O revezamento, no entanto, não significa a preferência por uma competição. É o que afirma o comandante. 
 
"A força total vai ser em cima dos jogos do Bahia. E dentro da situação dos jogos, nós vamos administrar cada momento. Momento que envolvam treinamento, com melhorias físicas, técnicas e táticas, precisamos competir para conseguir os resultados, em cada campeonato, independente de ser o Baiano, a Copa do Brasil ou a Copa do Nordeste. Nós temos que competir de maneira forte, boa. Independente de quem vai vestir a camisa do Bahia, se está ali dentro é porque tem condição. Se tem condição, tem que fazer o melhor. O importante é o Bahia forte, independente de quem começar. Essa situação de titular e reserva é dentro da cultura. O clube está tentando fazer um grupo forte porque uma equipe forte ganha um jogo, um grupo forte tem condição de ganhar campeonato. Agora, para você ter um grupo forte, você tem que dar condição para todos trabalharem bem não só em treinamento, mas em jogo e não só esporadicamente e sempre estar atuando", indicou.
 
O Esquadrão entra em campo na noite desta quinta-feira (26), contra o Fortaleza, pela primeira rodada do Grupo B da Copa do Nordeste.

EC Bahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário